A comida que serve só para atletas

by admin on 13/01/10 at 12:00 am

Quem pratica atividades físicas com freqüência (pelo menos uma hora por dia) tem necessidade de repor a energia gasta. Por isso, precisa de alimentos ricos em calorias. A receita, porém, não deve ser seguida por quem não faz esporte ou vai à academia apenas duas ou três vezes por semana. Veja quais são as comidas e bebidas que ajudam malhadores e atletas de plantão a ficar em forma e com a saúde em dia. O poder do açaí Segundo a nutricionista Andréa Abdala, professora do Instituto de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o consumo alimentar precisa repor a energia gasta. Quem pratica atividades físicas regularmente tem um gasto energético superior ao da maioria das pessoas. “O brasileiro consome, em média, 2.000 kcal por dia. Um esportista, porém, pode gastar 3.000 kcal por dia, dependendo da atividade que pratica. Isso significa que ele necessita consumir mais calorias do que as outras pessoas”, explica ela. Mas como consumir mais calorias sem ter que dobrar a quantidade de comida ingerida? Consumindo alimentos com alta concentração calórica, como o açaí. O creme de abacate pode ter a mesma utilidade, sugere a nutricionista. Segundo ela, é preciso repor a energia gasta com calorias concentradas em preparações de consumo rápido. “Seria trabalhoso e inviável o atleta dobrar as quantidades de arroz, feijão e carne consumidas. É mais produtivo e prático ingerir alimentos como o açaí, que, numa única tigela, concentra muitas calorias”, diz Andréa. Caldo de cana, uma alternativa para os malhadores O tradicional companheiro do pastel de feira pode ser muito útil aos praticantes assíduos de atividades físicas. Além de ser hidratante, o caldo de cana é rico em carboidratos, ferro e vitaminas. “Como o caldo de cana é rico em carboidratos e potássio, pode ser consumido durante e após a prática de esportes. É uma maneira de repor os eletrólitos, minerais e a água perdidos”, aconselha a nutricionista. A água de coco se presta ao mesmo papel, mas não é tão calórica. Segundo Andréa, as bebidas podem ser alternativas aos isotônicos, usados para hidratar o organismo durante a prática pesada de atividades físicas. Essa reposição, aliás, é imprescindível, diz João Olyntho Machado Neto, especialista em medicina do esporte e médico do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). “A contração muscular do exercício gera energia e aumenta a temperatura corporal. Uma das formas de o organismo variar o mínimo possível este aumento é através do suor. Mas ele também causa efeitos colaterais. O principal é a perda de minerais e água.” Banana, uma fonte de potássio muito apreciada A banana é uma fruta rica em potássio e, por isso, tão apreciada por quem pratica esportes, como o tenista Gustavo Kuerten que, freqüentemente, é visto consumindo-a nas quadras. Segundo a nutricionista Andréa Abdala, ela hidrata e repõe minerais, assim como a água de coco e as bebidas isotônicas. Ela alerta, no entanto, que o consumo de alimentos calóricos não deve ser feito por qualquer um. Mesmo os que praticam atividade física regularmente devem avaliar quais são os seus objetivos. Se for perder peso, açaí, abacate e caldo de cana não são recomendáveis, diz Andréa. “Se a pessoa quiser apenas manter a forma, porém, esses alimentos não são prejudiciais. Tudo depende também da carga de exercícios. Quanto maior ela for, mais energia precisa ser reposta.” Matéria de Janeiro de 2001

Leave a Comment