Computador: modo de usar

Corpo deslizando pela ponta da cadeira, queixo quase encostando na mesa, os olhos a pouco mais de dois palmos do monitor do computador. Olhos presos na telinha por horas a fio e a cabeça no mundo virtual, muitos cyberviciados não ligam a mínima se a coluna não está ereta ou se a posição não é a mais adequada. Mas a postura que parece confortável naquele momento pode render diversos problemas a longo prazo.

Os especialistas em ergonomia batem na tecla de se adotar uma boa postura e usar racionalmente o computador, mas no dia-a-dia poucos dão a devida importância. As conseqüências logo aparecem: dores na coluna, na nuca, tendinites. As queixas são muitas. A ergonomista Venétia Santos, consultora para diversas empresas, dá um exemplo comum: 90% dos que se divertem ou trabalham no computador usam o mouse com o braço esticado de maneira inadequada e sem o apoio do antebraço, quando o ideal seria usá-lo como acabamos de descrever. Ou seja, bem perto do corpo, com apoio para o antebraço. Cuidado essencial para não terminar com tendinite. Como estas, várias pequenas medidas podem melhorar a convivência homem/máquina e prevenir futuros problemas de saúde. Veja algumas delas: Diante do computador: Segundo o ortopedista Afonso Jorge França, consultor em ergonomia e saúde ocupacional da Ergopreve, a distância entre a cadeira e a mesa deve ser confortável, de modo que os pés fiquem bem apoiados no chão. Ao sentar, a cadeira deve ter um bom apoio para a região da coluna lombar.

Embora pareça um pequeno detalhe, assentos com braços também ajudam a prevenir a famigerada tendinite. Os joelhos precisam ficar no mesmo nível ou um pouco mais altos que os quadris, o que permite uma anteversão (bacia para a frente), diminuindo a lordose lombar. Debruçar-se sobre a mesa é uma posição a ser evitada. Leva a uma pressão na parte anterior do disco vertebral, o que pode provocar lesões e possibilita o surgimento de hérnia de disco. Ter o costume de atender o telefone enquanto continua no computador é outro mau hábito a ser evitado: propicia torções da coluna e favorece tendinites.

Doutor(a),

ListaMédicos é o maior guia de busca de médicos, consultórios e especialistas de todo o Brasil, com mais de 20.000 profissionais cadastrados.