Higienismo: a vez dos alimentos puros

Aug 10

Esqueça o consumo de todos os produtos industrializados e de origem animal. Também aposente aquela bolsa de couro legítimo e o cosmético caríssimo, testado em animais, comprado com as economias do mês. Esta dieta transcende o prato: é um estilo de vida. Existem as horas específicas para comer, para assimilar e para purificar o organismo. E devem ser seguidas à risca. Os higienistas enxergam a saúde pessoal, da comunidade e do meio ambiente como inseparáveis. Herbert Shelton, médico americano e o papa do higienismo natural, repetiu por toda a vida sua ideologia: “A doença não se desenvolve sem uma causa. Existem leis que regulam a vida humana tanto quanto qualquer outro sistema ou constituição. E o homem que violenta qualquer uma das leis do seu próprio ser deve saber que, quando sofre um problema físico ou mental, isso é uma conseqüência da transgressão." Para atingir tal pureza, os únicos alimentos que contribuem para um nível superior de saúde são as frutas e vegetais (de preferência crus), castanhas e nozes sem sal, sementes, grãos e batatas. A nutricionista do Spa Maria Bonita - único no Brasil a adotar a linha -Jacqueline Spinelli, explica que, ao cozinharmos os alimentos, nutrientes, enzimas e até a qualidade da fibra são desperdiçados. No menu da dieta higienista, não cabem sal e outros temperos: alimentos devem ser temperados com outros alimentos. O objetivo é desintoxicar o organismo “A dieta higienista fortalece o sistema imunológico (o que evita a aparição de doenças), regula o funcionamento intestinal, controla o colesterol, aumenta a qualidade da pele e do sono. Até os odores do corpo se modificam porque, como o próprio nome diz, ela é altamente desintoxicante", diz Jacqueline Spinelli. E, de acordo com ela, embora a eliminação total das toxinas acumuladas no organismo possa levar meses, até anos, em questão de dias a pessoa já começa a sentir mais energia e disposição, além de perder gradativamente o excesso de peso. Para que o alimento seja devidamente digerido e assimilado pelo organismo, sem o perigo de fermentar ou apodrecer, os ciclos digestivos do corpo devem ser respeitados sempre: * Das 4 horas da madrugada até as 12 horas da tarde, por exemplo, os higienistas comem somente frutas, poderosos agentes de limpeza interna que não devem ser misturados com qualquer outro alimento, nem mesmo com água. Segundo eles, esse é o período de eliminação, quando o organismo elimina tudo o que não foi aproveitado no dia anterior. * Do meio dia às 20 horas, o organismo passa pelo ciclo da ingestão, fase em que se apropria dos nutrientes ingeridos. Esse momento pede que se consuma uma grande variedade de vegetais crus, além das sementes e dos grãos. * Das 20 às 4 horas, acontece o ciclo da assimilação. Esse é o período em que o organismo precisa descansar, por isso, não se deve comer nada.

Doutor(a),

ListaMédicos é o maior guia de busca de médicos, consultórios e especialistas de todo o Brasil, com mais de 20.000 profissionais cadastrados.